Toxoplasmose – Mais mito que medo

Toxoplasmose – Mais mito que medo

Apesar dos gatos e outros felinos serem únicos hospedeiros destes parasitas menos de 2% dos felinos propaga a doença. Os felinos só podem transmitir a toxoplasmose através das suas fezes, meio pelo qual expelem os ovos da toxoplasmose.

Estes ovos só podem infectar uma pessoa ou outro animal se eles estiverem prestes a eclodir, o que demora cerca de dois dias desde o momento em que são expelidos pelas feses. Para haver transmissão da toxoplasmose é necessária a ingestão destes mesmos ovos.

Portanto, o simples contato com o gato é completamente inofensivo e não provocará qualquer infecção.
Por hábito os gatos enterram as suas fezes em areia ou terra pelo que a transmissão através das fezes também não é muito comum se houver alguns hábitos de limpeza e um pouco de cuidado.
Formas de transmissão

A forma mais frequente da transmissão da doença ocorre por meio da ingestão de carnes cruas ou mal cozidas, ou ainda verduras mal lavadas. A infecção pela carne pode dar-se ainda pela manipulação da carne crua, ou contacto com superfícies contaminadas, facas e outros utensílios.

As pessoas mais expostas ao risco de infecção são as crianças e as grávidas quando não são imunes.

O facto de a toxoplasmose trazer implicações sérias para o feto quando contraída durante a gravidez provoca muitas vezes o medo irracional que leva ao abandono do animal, porém se forem todas algumas precauções a transmissão é praticamente nula.

Apesar de ser pouco frequente haver gatos com esta doença, mesmo sendo os portadores do parasita, quando estão doentes os sintomas são pouco especificos mas, por norma, os felinos apresentam falta de apetite, febre, falta de ar e alguma depressão. Em fases mais avançadas poderão ocorrer convulsões e tremores.

Para prevenir da toxoplasmose:

- Lavar bem as mãos depois de manipular carnes e verduras cruas;

- Lavar cuidadosamente todos os utensílios que entrem em contacto com estes alimentos;

- Carne cozinhada a temperaturas superiores a 65ºC elimina qualquer vestígio do parasita;

- Ter especial atenção depois de limpar ou lavar a caixa de areia do gato, lavando bem as mãos e qualquer utensílio que seja utilizado para esta tarefa;

- Todo o conteúdo das caixas de areia dos gatos deverão ser eliminados diariamente, evitando que os ovos tenham tempo de eclodir (48h);

Não há portanto qualquer impedimento de uma grávida ou criança tenha um gato… É altura de desmistificar esta doença.

Tags: , , , ,

Comentários

Top