Alimentação adequada para os felinos

Alimentação adequada para os felinos

Um gato necessita de lípidos, proteínas, vitaminas, glúcidos, minerais e oligoelementos. Cada um destes nutrientes desempenha uma função específica e quer a sua carência quer o seu excesso podem acarretar malefícios, para a saúde, do animal. Assim, é extremamente importante conhecer as necessidades do pequeno felino, quer qualitativamente quer quantitativamente.

Ao contrário do que a maioria, das pessoas, pensa, o gato não tem necessidade de grande variedade alimentar. Na realidade, o paladar desta espécie é empobrecido, sendo a escolha dos alimentos feita, essencialmente, pelo olfacto, sentido que, no pequeno felino, é muito apurado. Assim, um alimento com um rótulo, onde é destacado o sabor (como por exemplo “com borrego”), pode parecer uma boa escolha, mas existe a possibilidade de não ir de encontro com as reais carências nutricionais, do animal.

Existem nutricionistas que analisam essas necessidades, em diferentes períodos da vida de um gato (manutenção, crescimento, envelhecimento, esterilização, lactação e gestação) de modo a ser seleccionada, para o mercado, uma alimentação equilibrada em vários níveis como digestibilidade, nutrientes e prevenção de patologias.

A alimentação adequada para um gato pode dividir-se em dois grupos: preparações caseiras e preparações industriais. As primeiras, como o nome indica, são feitas em casa, à base de ingredientes como arroz, legumes e carne. Se por um lado são vantajosas pois reforçam a ligação efetiva, por outro, demoram muito tempo a ser confeccionadas e têm maiores custos.

Para além disto, neste tipo de alimentação é mais difícil garantir a porção correta de todos os nutrientes necessários. Já as preparações industriais fornecem ao gato os elementos essenciais para o seu bem-estar pleno. Além de serem confeccionadas com cuidado, são utilizados as mesmas normas sanitárias e até os mesmos ingredientes, que os produtos, para alimentação humana. Ainda têm a vantagem de serem disponibilizadas completamente prontas e a custo mais baixo do que as preparações caseiras.

Estes produtos industriais podem ser húmidos (saquetas ou latas) ou secos (croquetes). Os primeiros têm cerca de oitenta por cento de água e um preço mais elevado do que a alimentação seca. Depois de abertos, perdem qualidade rapidamente. Já os produtos secos têm menos de catorze por cento de humidade (normalmente entre os oito e os dez por cento) e apresentam preço reduzido. Em ambos os casos, devido ao rigoroso procedimento de confecção e à qualidade dos produtos que são transformados nesse processo, existem em mercado, alimentos de grande precisão a nível nutricional e com elevada digestibilidade.

Estudos revelam que um terço dos gatos adultos tem excesso de peso, devido a carência de exercício e a esterilizações.

 

 

Tags: , , , ,

Comentários

Top