A reprodução dos gatos

A reprodução dos gatos

O ciclo reprodutivo dos gatos é bem diferente do ciclo de reprodução dos humanos. A gata entra em cio, pela primeira vez, entre os cinco e os sete meses de idade, altura em que pode ser fecundada e que, portanto, se encontra sexualmente amadurecida.

Contudo o cio destes animais não tem um período específico, podendo variar consoante factores como o clima, onde o felino se encontra, ou as horas de exposição à luz.
Em climas temperados, as gatas, geralmente, entrem em cio na Primavera, podendo durar dias ou semanas. Caso não exista fecundação da fêmea, pouco tempo depois, é iniciado um novo cio.

Uma gata pode ser uma reprodutora ativa até aos 13 anos de idade, embora, as ninhadas vão reduzindo o número de elementos consoante a passagem do tempo.

Quando a gata entra no cio, emite sons característicos a fim de avisar o macho da sua predisposição para acasalar. Contudo, o chamamento não chega apenas a um animal. Assim, os gatos também mudam o seu comportamento, tornando-se mais inquietos e selvagens e procurando incessantemente pela futura companheira. Neste sentido, surgem os combates entre machos que lutam pela sua vez. A gata irá acasalar com mais do que um animal, podendo, posteriormente, dar à luz, bebés de diferentes país.

O sistema sexual da gata é constituído por vulva, vagina, cérvix, suspensor do ovário, tuba uterina, corno uterino, ovários e corpo do útero. Embora possa parecer semelhante ao aparelho sexual dos primatas, não acontece hemorragia, numa determinada altura do ciclo reprodutivo.

A gestação nesta espécie dura entre os cinquenta e nove e os sessenta e nove dias, ocorrendo, mais frequentemente, o nascimento dos bebés, no dia sessenta e dois. A gata escolhe antecipadamente um lugar seguro e confortável onde possa parir e criar os seus filhotes. Este tem tendência a ser escondido com o objectivo de isolar as crias de diversos perigos, inclusive de outros gatos que se podem tornar agressivos.

Os gatinhos nascem envolvidos por uma película que a própria mão rompe.Esta estará ligada à placenta que a gata vai ingerir e que estimulará a produção de alimento para as crias (leite). Contudo uma gata não amamenta apenas os seus filhos, passando muito tempo a cuidar da higiene destes.

As gatas são óptimas mães chegando a adotar bebés órfãos, inclusive de outrasespécies como cães, coelhos e até ratos.

Algumas gatas podem ficar inférteis transitoriamente ou permanentemente devido a problemas como obesidade, infecções ou carências hormonais.

Existem também métodos capazes de impedir a reprodução dos gatos, como pílulas, castração e esterilização.

Tags: , , , ,

Comentários

Top