A primeira refeição

A primeira refeição

Acabou de adoptar um gato e está na hora de o alimentar. Como qualquer animal as alterações bruscas na alimentarão poderão provocar perturbações digestivas. Se souber o que o gato comia, e como comia, antes da sua adopção é óptimo.

O ideal é continuar a alimentar o gato com a comida que ele estava habituado a comer anteriormente. Se pretender alterar a sua alimentação terá de o fazer com, pelo menos, uma semana de transição de forma a que tudo corra bem.

Existe uma fórmula que funciona bem na mudança de alimentação do pequeno felino:

1º e 2º dia: 75% da alimentação anterior e 25% da nova.
3º e 4º dia: 50% da alimentação anterior e 50% da nova.
5º e 6º dia: 25% da alimentação anterior e 75% da nova.
Último dia: 100% da alimentação nova.

Existem gatos que têm comida à sua disposição o dia inteiro e vão comendo pequenas quantidades durante o dia e outros que são alimentados duas vezes ao dia e que se alimentam de grandes quantidades nessas duas refeições. Terá de descobrir o que é melhor para si e para o seu gato podendo experimentar as duas formas de alimentação e vendo como o animal reage.

Em tempo algum deverá sobrealimentar o seu gatinho para evitar doenças e obesidade. Aconselhe-se com um especialista veterinário para saber qual a quantidade de comida ideal para o seu gato. Em um outro artigo abordaremos este tema com mais detalhe de forma a que fique mais informado sobre a comida existente para o seu felino.

Apesar de muitas vezes os gatos gostarem de pedinchar comida para humanos não deverá oferecer sobras ou pedaços de comida durante as refeições familiares. Este comportamento só habituará o gato a comer tudo o que apanha, gerando disturbios alimentares, obesidade e doenças.

Por último mas não menos importante. O gato bebe água! Tenha sempre água fresca e limpa disponivel para ele beber.

Tags: , , , , , ,

Comentários

Top